quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

A sublime interpretação de Carmen Cardin


Conheci Carmem Cardin durante a solenidade do terceiro concurso de poesia Jaime Roldon realizado no dia 05/11/2011 na biblioteca popular do Cocota-Ilha do Governador-RJ.Não fui apresentado a ela mas, naquela tarde tão impregnada de poesia pude me surpreender com sublime e tão encantadora apresentação desta poetisa que não sei o porquê me fez imaginar Cecília Meireles.
Talvez tenha sido a forma tão brilhante de interpretar um de seus trabalhos é que tenha me feito deixar os olhos ficarem fixos e impregnados da beleza que surgia em cada gesto quando as palavras de sua poesia pareciam voar ao vento e preencher todo o ambiente.Vi Carmen Cardin interpretando com maestria e talvez tenha sido esse o motivo que me fez tornar mais um de seus fãs porque sendo alguém que lida com teatro o tempo todo, penso que a poesia bem interpretada ganha notoriedade pois é como se fosse uma apresentação da  alma que inspira o corpo a escrever alguma coisa.O jeito simplório e delicado de trazer em evidência a alma que geme,sofre,sorri,grita, se exaspera…é algo tão mágico em Carmen que nos deixa tão sensível e ao mesmo tempo ansioso pela próxima frase que certamente dará o desfecho de alguma coisa.Depois que vi Carmen Cardin,passei a vasculhar seus trabalhos e encontrei “Angústia”.Não preciso dizer o quanto fico embevecido não só pela apresentação mas também pela  profundo lirismo  que esse vídeo nos traz onde o sentimento é discernido de forma tão esplendorosa.
http://www.literarteletras.com.br/2012/10/a-sublime-interpretacao-de-carmem-cardin.html