quinta-feira, 18 de julho de 2013

Filho de “Nandó” agredido em Portugal




Lisboa - A noite do Porto está a ferro e fogo. Hélder Piedade Dias dos Santos – filho do presidente da Assembleia Nacional de Angola – foi espancado há cerca de três semanas à porta da discoteca Eskada, no centro do Porto, por um grupo de seis seguranças.
Fonte: Correio da Manhã
Club-k.net
Foi hospitalizado com o maxilar fracturado e com ferimentos em várias zonas. Uma semana depois da agressão, o mesmo grupo terá disparado nove tiros à porta do mesmo estabelecimento.
Os confrontos trouxeram à memória guerras antigas e o Correio da Manhã sabe que existe uma verdadeira caça ao homem para vingar a agressão de que o filho de Fernando Piedade Dias dos Santos, que já foi primeiro-ministro de Angola, foi alvo.
Entre o grupo de seguranças que atacou Hélder, de cerca de 30 anos, estão já elementos conhecidos das autoridades. Pelo menos um dele esteve envolvido na ‘Noite Branca’.
O filho do presidente da Assembleia Nacional de Angola está em Portugal há mais de dois meses. Na noite em que esteve na discoteca Eskada, Hélder terá mostrado o luxuoso nível de vida que leva.
Tinha em sua posse bastante dinheiro, que não se coibiu de exibir. O grupo apercebeu-se, cercou-o já fora da discoteca Eskada e rapidamente iniciaram-se as agressões.
Hélder ficou bastante maltratado e foi hospitalizado. Ficou entretanto no Porto e a tensão e os confrontos continuaram. O receio de que sangue volte a ser derramado na noite é cada vez maior.
Fernando Piedade Dias dos Santos terá tido já conhecimento da violenta agressão de que o filho foi alvo na noite portuense e ficou bastante preocupado com a situação. O presidente da Assembleia Nacional de Angola visitou já por diversas vezes Portugal a convite de vários ministros.