quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Paulo Julião e Amilcar Xavier abandonam TV Zimbo


Quarta, 08 Dezembro 2010 23:57

Lisboa - O sub-director adjunto de informação da TV Zimbo, Paulo Julião apresentou, na passada segunda feira, ao PCA da Media Nova, João Van-dunem, uma carta de demissão tendo de seguida se dirigido a redacção daquela estação de televisão para se despedir-se dos colegas.

Fonte: Club-k.net

João Van-dunem afunda TV do general "Kopelipa"

Paulo Julião é reconhecido como um profissional competente ao lado de Amilcar Xavier que a menos de 10 dias anunciou formalmente a sua retirada dos quadros da TV Zimbo. O pedido de demissão de Paulo Julião (e a saída de Amilcar Xavier) esta relacionada a um suposto ambiente de injustiças ou de correntes internas que se observa naquela estação de televisão privada. Um dos elementos identificados como promotor de discórdias internas é Herculano Coroado, que se faz passar por mandatário do PCA junto a redacção.

É ainda desconhecida a figura que ira substituir, Paulo Julião , desde já uma veterana jornalista Carla Castro terá indicação para ser editora embora prejudicada pelas ondas de reclamações segundo qual tem adoptado atitude tendente a interferir no trabalho dos editores. A mesma é alistada a uma corrente opositora a Amilcar Xavier junto com Herculano Coroado, Sílvio Capuepue e Rossana Miranda.

As previsões apontam que a saída de Paulo e Amilcar poderá encorajar a deserção de jovens jornalistas que se inspiram nos mesmos como é o caso de jovens da linha de Paulo Duda e Emanuel da Mata.

Os problemas na TV Zimbo começaram a vir a publico depois de uma onda de afastamentos por influencia da crise financeira que a empresa enfrenta. Foram escolhidos os melhores profissionais para ficaram abraçando a contra proposta de manterem –se nos seus postos mas com salários reduzidos a 50%.

Os jornalistas e editores, Cláudio Tito, Carlos César, Eduardo Liberal, Cláudio Mutendo referenciados como que “trabalham muito”, viram os seus salários a serem cortados. O facto de elementos da “corrente”, de Herculano Coroado terem os seus ordenados inalterados levanta internamente, suspeitas da existência de “injustiça laboral”.

Há também pareceres que indicam que TV Zimbo poderá afundar por causa da pessoa do PCA, João Van-dunem que pouco entende de gestão de jornalismo televisivo. O DG Filipe Correia de Sá é visto num papel decorativo.