quinta-feira, 29 de maio de 2014

Luanda. Delinquência e incoerência nos bancos?



Aqui em Luanda, chega-me frequentemente aos ouvidos relatos sobre assassinatos bárbaros perpetrados à luz do dia, também quando alguns cidadãos saem das agências bancárias, obviamente depois de terem levantado alguma soma de dinheiro.

Domingos Das Neves . Facebook

Na boca da gente - que não é burra - ouve-se dizer que em muitos desses casos de assassinatos há agentes bancários envolvidos, porque com a utilização arbitrária dos seus telemóveis estes se comunicam com o mundo externo e conseguem dar pistas de identificação aos meliantes sobre a possível vítima a assambarcar.
Neste quadro desplante, em que a vida humana vale menos que quaisquer irracionalidade, me vem expontânea algumas inquietações: porque os funcionários bancários são autorizados a comunicar com o externo por meio dos próprios telemóveis? Porque não se fazem campanhas para se educar os cidadãos a utilizarem outros produtos bancários (cartão de crédito ou débito, multi-caixas, cheques, ...) para pagamentos de despesas, ao invés de levantamento de somas de pequena ou grande quantidade, que só periga a vida do cidadão?
Bom, se calhar estou a pensar atoa. Peço desculpas.