Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

TOP 10 guerras mais bizarras (para não dizer ridículas) ao redor do mundo




O início de uma guerra é travado por muitos motivos. Honra, glória, terra, um libertador - a lista continua, mas há guerras que são incomuns, razões triviais ou desprezíveis. Conheça as guerras mais sem motivos, pelo menos para as pessoas ‘normais’.

http://www.jornalciencia.com/

10º - Lijar X França
Em 1883, os cidadãos de Lijar, uma pequena aldeia no sul da Espanha, ficaram furiosos quando ouviram relatos de que, ao visitar Paris, o rei espanhol, Alfonso XII tinha sido insultado e até mesmo atacado nas ruas por multidões parisienses. Em resposta, o prefeito de Lijar, Miguel Don Garcia Saez, e todos os 300 cidadãos da pequena cidade, declararam guerra à França em 14 de outubro de 1883. Nenhum tiro foi disparado e não houve vítimas de ambos os lados durante o confronto.
Duração: (1883-1981) Noventa e oito anos.
Vítimas: nenhuma.
09º - Guerra do Balde de Carvalho
Esta guerra começou em 1325, quando uma rivalidade entre os Estados Independentes da Cidade de Modena e Bolonha saiu do controle sobre a mais improvável das coisas: um balde de madeira.
O problema começou quando um grupo de soldados de Modena invadiu Bolonha roubando um balde de madeira. Bolonha, que pretendia assegurar tanto o seu balde quanto o seu orgulho, declarou guerra à Modena. A guerra continuou por 12 anos, mas Bolonha nunca conseguiu obter o seu balde de volta, ele ainda está armazenado na torre do sino de Modena.
Duração: (1325-1337) Doze anos.
Vítimas: desconhecido.
08º - A Guerra do Paraguai
O presidente do Paraguai, Francisco Solano Lopez, era um grande admirador de Napoleão Bonaparte. Ele imaginava-se um estrategista hábil e comandante excelente, mas faltava uma coisa: uma guerra. Um dos principais motivos para início da guerra foi o desentendimento sobre os limites das fronteiras entre os países. Então, para resolver este problema, em 1864, ele declarou guerra à Argentina, ao Brasil e ao Uruguai. O resultado? Paraguai foi quase aniquilado. Estima-se que 90% da sua população masculina morreu durante a guerra, de fome, doenças e fruto de batalhas com exércitos inimigos. Esta foi talvez uma das guerras mais inúteis da história.
Duração: (1864-1870) Seis anos.
Vítimas: 400 mil em ambos os lados
07º - A Guerra do Cachorro da Fronteira
Em 1925, a Grécia e a Bulgária não eram amigas. Elas lutaram entre si durante a Primeira Guerra Mundial e as feridas ainda não havia cicatrizado. As tensões estavam altas ao longo da fronteira, especialmente ao longo de uma área chamada Petrich. Essas tensões chegaram a um ponto de ebulição em 22 de outubro de 1925, quando um soldado grego perseguiu seu cão através da fronteira búlgara e foi morto a tiros por um sentinela búlgaro. Grécia prometeu retaliação e, fiel à sua palavra, invadiu Petrich no dia seguinte.
Eles rapidamente retiraram as forças búlgaras da área, mas foram interrompidos pela Liga das Nações, que sancionou a Grécia e ordenou-lhes sair de Petrich e pagar uma multa a Bulgária por perdas e danos. Grécia retirou suas forças dez dias depois e pagou 45 mil libras a Bulgária, equivalente a mais de 125 mil reais.
Duração: (23 outubro - 2 novembro, 1925) Dez dias.
Vítimas: Cinquenta e dois mortos em ambos os lados.
06º - A Guerra Aroostook
A Guerra Aroostook era um confronto militar entre os Estados Unidos e a Grã-Bretanha ao longo da fronteira do Maine. Após a Guerra de 1812, as forças britânicas haviam ocupado a maior parte do leste de Maine e, apesar de não ter tropas na área, ainda era considerada como território britânico. No inverno de 1838, lenhadores americanos cortaram lenha na área em disputa e, como resultado, incitou a ira da Grã-Bretanha, que mudou suas tropas para a área.
No entanto a logística de cada lado mudou e os americanos receberam enormes quantidades de carne de porco e feijão devido a um erro no departamento de suprimentos. Isto levou ao apelido mais popular da guerra, "The War Of Pork and Beans". A Grã-Bretanha concordou em dar a volta em Maine e, em contrapartida, as tropas americanas recuaram. A Guerra Aroostook era desprovida de combate militar, mas ainda havia centenas de mortes por doenças e lesões acidentais.
Duração: (dezembro 1838-novembro 1839) Onze meses.
Vítimas: 550 mortos em ambos os lados.
05º - A Guerra do Porco
Outra guerra britânica / americana, The War Pig foi iniciada quando um soldado de infantaria britânica atirou em um porco que estava vagando em solo americano. A milícia local ficou esperando que os britânicos fizessem um movimento. Eventualmente, o britânico pediu desculpas e a breve guerra terminou, deixando o porco como a única vítima.
Duração: (junho-outubro 1859) Quatro meses.
Vítimas: Um porco.
04º - Guerra dos 335 anos
Esta guerra foi travada entre os Países Baixos e a Ilha de Sicília, que está localizado na costa sudoeste da Grã-Bretanha. A guerra começou em 1651, mas como muitas guerras daquela época não eram levadas a sério, logo foi esquecida. Três séculos se passaram antes que os dois países finalmente concordaram em um tratado de paz em 1986, fazendo sua guerra mais longa da história humana.
Duração: (1651-1986) 335 anos.
Vítimas: Nenhuma.
03º - A Guerra do Futebol
Algumas guerras começam com um ataque de surpresa, outros um massacre, mas este começou com um jogo de futebol entre El Salvador e Honduras, em 1969. El Salvador perdeu o jogo e as tensões aumentaram até que, em 14 de junho, o Exército de El Salvador lançou um ataque em Honduras. Surpreendido pela violência súbita da Organização dos Estados Americanos organizou um cessar-fogo que entrou em vigor em 20 de junho, apenas cem horas após os primeiros tiros.
Duração: (14-20 junho 1969) Quatro dias.
Vítimas: Três mil mortos em ambos os lados.
02º - Moldávia X Transnístria
Esta guerra começou pouco depois do colapso da União Soviética, quando o país ex-bloco soviético da Moldávia viveu uma crise. Dois terços do país queria a aproximação com a Romênia, mas o terço restante queria permanecer perto da Rússia. Como resultado, a guerra eclodiu. Mas o que torna esta guerra verdadeiramente estranha é o fato de que os homens lutaram entre si durante o dia, e se reuniam muitas vezes, durante a noite, para beber. Soldados até fizeram pactos para não atirar uns aos outros no dia seguinte. Um soldado escreveu em seu diário: "A guerra é como uma festa grotesca, durante o dia nós matamos o nosso inimigo, durante a noite nós bebemos com eles”.
Duração: (2 março - 21 julho 1992) Quatro meses.
Vítimas: 1,3 mil mortos em ambos os lados.
1º - A Guerra das Emas
Esta é talvez a única guerra formal, onde um dos beligerantes não era humano, mas sim aves. Em 1932, a população emu da Austrália estava crescendo fora de controle, com uma estimativa de 20 mil emas correndo ao redor do deserto australiano e causando estragos.
Em resposta, os militares australianos enviaram uma força-tarefa de soldados armados com metralhadoras para matar as emas e até mesmo brincando, declararam guerra contra elas. No entanto, eles encontraram complicações, as emas revelaram-se extremamente resistentes, mesmo quando atingidas por balas. A Guerra das Emas durou quase uma semana, até que o major Meredith, caiu em desgosto depois que os soldados "perderam" para os pássaros.
Duração: (11-18 novembro 1932) Sete dias.
Vítimas: 2,5 mil emas.