Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Sonangol contrai empréstimo de quase 2 mil milhões de euros junto de 24 bancos




Lisboa - A Sonangol, a companhia petrolífera estatal angolana, angariou um empréstimo de quase 2 mil milhões de euros junto de um consórcio de 24 bancos liderado pelo Standard Chartered.
Fonte: Lusa
Club-k.net
O empréstimo a cinco anos foi obtido a uma taxa de juro de 3,5%, foi coordenado pelo Standard Chartered, com o Banco de Tóquio, o BNP Paribas, o Deutsche Bank e o Natixis a distribuírem a dívida por outros credores, de acordo com dados compilados pela Bloomberg.
A Sonangol recorre frequentemente a consórcios internacionais para emitir dívida e para contrair empréstimos, sendo que esta operação de 1,89 mil milhões de euros junta-se a uma outra, realizada em setembro do ano passado, na qual foram angariadoa 1,1 mil milhões de euros.
A Sonangol não respondeu ao pedido de comentário da Bloomberg sobre os objetivos desta operação.