Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

BCP quer cortar 250




Nuno Amado
http://www.cmjornal.xl.pt

O presidente do BCP quer cortar 250 postos em 2013, com saídas de funcionários sem substituição, mas admite um processo mais agressivo.