Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Morreu secretária-geral adjunta da OMA




Luanda  - O secretariado executivo nacional da Organização da Mulher Angolana (OMA) manifestou hoje, em Luanda, profunda dor e consternação pela morte da sua secretária-geral adjunta, Alice Paulino Dombolo Chivaca, ocorrida nesta quarta-feira em Londres, vítima de doença.
Fonte: Angop
Um comunicado  assinado pela secretária-geral da organização feminina do MPLA, Luzia Inglês “Inga”, avança que nesta hora de dor e profunda consternação, a OMA, em nome das suas militantes, simpatizantes e amigas, inclina-se perante a memória da dirigente e apresenta a família enlutada as suas mais sentidas condolências.
 
O secretariado nacional executivo da OMA realça que o desaparecimento físico de Alice Paulino Dombolo Chivaca deixa um enorme vazio no seio da organização que ajudou a engrandecer, com a sua dedicação e profissionalismo.
 
Alice Paulino Dombolo Chivaca era também membro do comité central do MPLA, partido no poder em Angola.