Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

sábado, 7 de junho de 2014

BES Angola perdeu o rasto a crédito de 5700 milhões de dólares



O Banco Espírito Santo de Angola não sabe a quem emprestou 5700 milhões de dólares, segundo a notícia avançada pelo semanário Expresso
O Expresso refere que a atual administração acredita que 745 milhões de dólares foram parar às mãos de Álvaro Sobrinho, presidente daquele banco até 2012.
A situação foi participada aos acionistas, entre os quais estavam Ricardo Salgado e Álvaro Sobrinho, em outubro do ano passado.
Em 2009 o BES Angola chegou a ser distinguido com o prémio Banco do Planeta, atribuído pelas Nações Unidas através da Unesco.