quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Bruma seca dificulta navegação em São Tomé e Príncipe





Autoridades pedem aos pescadores para não irem ao mar.

VOA

Em São Tomé e Príncipe, a Capitania dos Portos aconselha os pescadores artesanais a não irem para a faina enquanto durar a neblina que afecta a região de África central.
Há quatro dias que a atmosfera do arquipélago está afectada pelo fenómeno conhecido por bruma seca.
De acordo com os meteorologistas, a nuvem de poeira é proveniente do deserto de sahara.      
Todos os países de África central estão nesta altura afectados pela bruma seca e o risco para a navegação aérea e marítima é grande, dizem os meteorologistas.
Os técnicos do Instituto Nacional de Meteorologia estão atentos à evolução da situação e a capitania dos portos aconselha os pescadores artesanais a evitarem a faina, enquanto durar o fenómeno porque a hipótese de desaparecimento é grande, tendo em conta a fragilidade das embarcações e falta de equipamentos de orientação.