Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

General Tavares interdita atuação de Koffi Olomide em Luanda






Lisboa -  A Comissão Administrativa da Cidade de Luanda (CACL),  chefiada pelo general  José Tavares Ferreira, proibiu a realização de um   espetáculo previsto para este  sábado (10), no Cine Atlântico que teria como anfitrião o músico congolês Koffi Olomidé.

Fonte: Club-k.net

Invoca “tardia solicitação”
Em comunicado tornado público, a  CACL  justifica  que a interdição deve-se ao facto de a promotora do espetáculo neste caso a “Edson Miguel” apenas solicitou a autorização da realização do evento no dia 8 de Janeiro junto da administração do distrito urbano do Rangel  razão pela qual invoca “tardia solicitação”.
Este órgão do governo de Luanda, diz ainda que  os promotores do agendado  espetáculo,  violaram o  disposto do artigo nº 22.º do Decreto Presidencial nº 111/11, de 31 de Maio, sobre o Regulamento de Espectáculos e Divertimentos Públicos.
O órgão dirigido pelo general  Ferreira Tavares diz ainda que não foram  asseguradas as medidas de segurança junto ao comando da Policia Nacional de Luanda, nem aos bombeiros por isso determina que é interditado a realização do espetáculo com o músico  Koffi Olomidé.