APELO AO PR JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS. O banco millennium Angola na rua rei Katyavala roubou-nos o terreno e nele montou um gigante gerador que dia e noite nos mata com fumo mortal. Não se justifica este crime horrível porque há energia eléctrica. Os moradores já se queixaram mas em vão. Já há anos que vivemos de janelas e portas fechadas. Apelamos para que V. Ex.ª ordene o fim imediato deste crime e que os culpados sejam enviados para a justiça e que os lesados recebam as devidas indemnizações.

domingo, 31 de outubro de 2010

Morreu Dom Mateus Feliciano Tomás – Bispo do Namibe


Namibe - A população do Namibe chora a morte prematura do seu pastor, Dom Mateus Feliciano Tomas, vítima de acidente de viação, ocorrido na localidade de chongoroi, pelas 15H30 de sábado, 30 de Outubro de 2010.

Fonte: Club-k.net

Vítima de acidente de viação
O Prelado que durante a semana, participou na assembleia geral da CEAST-Conferencia episcopal dos Bispos de Angola e são Tome e Principe, onde era Presidente da comissão episcopal dos leigos, deslocou-se ao Huambo, via terrestre e já de regresso ao Namibe, na localidade de chongoroi, deparou-se subitamente com bois cortando a estrada a correr. Segundo as testemunhas, fez tudo para que se desviasse do ano animal, mas o acidente foi inevitável. Desde as 15 horas e trinta minutos em que aconteceu o sinistro, segundo fontes no local, o socorro que veio de Benguela, as 17H00, encontrou o Bispo Dom Mateus Tomas já sem vida.

Os restos mortais de Dom Mateus Tomas foram transladados para Benguela ainda ao cair da noite deste sábado 30.10. A Radio Ecclesia, aguarda pelo pronunciamento da CEAST, que deverá confirmar a morte prematura do primeiro Bispo do Namibe dom Mateus Tomas. No Passado dia 19 de Outubro, numa das ultimas entrevistas concedidas aos órgãos de comunicação social privados da Província do Namibe, publicados na voz de america, radio ecclesia, despertar e jornais privados em Luanda, Dom Mateus Tomas, apelava por um olhar mais atento das autoridades do Governo central aos problemas sociais das comunidades."A seca assola a população autóctone no interior da Província e o desemprego e a fome graça a população do Município do Tombwa que abandona massivamente a localidade para outras paragens".

Para a primeira quinzena de Novembro, Dom Mateus, segundo fontes do club-k naquela Província, previa realizar a segunda assembleia pastoral que tinha como objectivo avaliar o cumprimento da primeira Assembleia, que tinha como o tema "Namibe em Marcha". Dom Mateus Tomas, partiu para a eternidade, o lançamento da primeira pedra de edificação da Diocese do Namibe, será feita pelo seu sucessor. Dom Mateus Tomas, leccionava a disciplina de moral no ICRA-Namibe e era um pai para muitos, naquela província do Namibe.

Neste momento de dor e luto, o Club-k.net apresenta a Comunidade Cristã Catolica do Namibe, a Conferencia Episcopal do Bispos de são Tomé e Principe, CEAST, os sentimentos de pesar, que a sua alma descanse na paz do senhor.

ALGUNS DADOS BIOGRÁFICOS.
Mateus Feliciano Tomás, filho de Feliciano Kanombo e de Florentina Uandi, nasceu a 21 de Fevereiro de 1958, no Chinguar, Município do Chinguar. Província do Bié, baptizado no dia 8 de Março do mesmo ano. Deu os seus primeiros passos na vida académica na aldeia de seus pais, Chipaca, na Comuna do Chiumbo, Município de Katchiungo, passando imediatamente a seguir, para a Escola Primária do Alto Chiumbo. Em Setembro de 1967 ingressa na Missão Católica da Trapa, como interno da referida Missão a fim de continuar os estudos e, a 25 de Dezembro recebe a Primeira Comunhão, na Missão Católica da Bela Vista (ou Vavayela) e a 11 de Outubro de 1968, recebe a Confirmação na referida Missão.

Após o Ensino Primário, é enviado para o Seminário Menor da Caála, aos 21 de Setembro de 1971, como Seminarista Aspirante Trapista. Após 4 anos, e devido à situação político-militar, o Seminário Menor do Quipeio fica encerrado e os seminaristas são alojados no Seminário dos Padres da Congregação do Espírito Santo, no Huambo, onde conclui o 5º Ano em 1976.

Com a morte do Padre Domingos, Mestre de Noviços, a destruição do Mosteiro da Trapa e a consequente retirada da maioria dos Monges para a Espanha, não foi possível o seu ingresso no Noviciado e em Setembro de 1977 entra no Seminário Maior de Cristo Rei onde frequenta conclui com êxito os Estudos Filosóficos e Teológicos e a 17 de Julho de 1983 é ordenado Diácono para, aos 18 de Setembro do mesmo ano, ser ordenado Sacerdote, na Igreja de Nossa Senhora da Conceição – Sé Catedral do Huambo.

Em Novembro de 1983 é nomeado Vigário Paroquial da Igreja do Coração de Maria, São João, cargo que desempenhou durante um ano e um mês. Em 1984 passa para Vice Reitor do Seminário Propedêutico São João Evangelista. Em 1986 é nomeado Reitor do mesmo Seminário até Agosto de 1991. Desempenhou vários encargos na Arquidiocese tais como: Assistente Eclesiástico da Juventude, membro da Comissão de bens, do Secretariado de Pastoral e aos 8 de Setembro de 1991 parte para Roma afim de continuar com os seus Estudos Académicos na Pontifícia Academia Alfonsiana, onde em 1993, fez a licenciatura com a Dissertação intitulada “A FORMAÇÃO DA CONSCIÊNCIA MORAL DO ANGOLANO NO PERÍODO PÓS-GUERRA”.

Ainda na Itália, de 1995 a 1997, trabalhou na Paróquia do Sagrado Coração de Jesus de Tuscania, na Província e Diocese de Viterbo …

Aos 3 de Junho de 1996, defende a sua tese de Doutoramento em Teologia Moral com o título: PROBLEMAS MORAIS À LUZ DA ASSEMLEIA ESPECIAL PARA A ÁFRICA DO SÍNODO DOS BISPOS EM VISTA À NOVA EVANGELIZAÇÃO DE ANGOLA.

A 4 de Fevereiro de 1997 regressa à sua Arquidiocese e é nomeado Chanceler da Cúria Arquidiocesana com a Provisão N.º 001/1997 de 10 de Fevereiro do mesmo ano e Director do Secretariado de Pastoral com a Provisão N.º 3/97 de 13 de Março e Vigário Paroquial do Santuário de Nossa Senhora de Fátima com a Provisão N.º 12/97 de 6 de Maio, cargo que desempenhou até 6 de Abril de 2008. Com a Provisão N.º 5/97de 6 de Abril foi nomeado membro do Conselho para os Assuntos Económicos.

Com a Provisão N.º 04 de 23 de Março de 2008 é nomeado Pároco da Sé Catedral e ao 13 de Abril de 2008 toma posse como Pároco da referida Paróquia. Na Arquidiocese desempenha ainda funções como: membro do Colégio de Consultores, do Conselho Pastoral, do Conselho Presbiteral, Assistente da Comissão de Leigos e da Comissão para a Doutrina.

Foi ordenado Bispo da Diocese do Namibe, no dia 21 de Junho de 2009 e empossado na catedral da diocese do Namibe no dia 5 de Julho do mesmo ano. Dom Mateus Tomas no seu reinado de um ano e três meses, foi recebido no dia 4 de Julho pela multidão de todos extractos sociais do mozaico Namibense, no quilometro zero.

Sem comentários:

Enviar um comentário