domingo, 21 de agosto de 2011

Mansão de JES em França vendida a um milhão e meio de Euros



Paris – Foi despachado, a poucos dias, para França, o Secretário da presidência angolana, para os Assuntos Diplomáticos e de Cooperação Internacional, Carlos Alberto Fonseca, para desfazer-se de uma casa de férias (actuamente em estado de abandono) que o líder angolano José Eduardo dos Santos tem naquele país e que fora proibida de ser tocada em conseqüência do caso “Angolagate”.

Fonte: Club-k.net
PR desfaz-se de bens em seu nome
A casa situada na cidade de Nice, província de Alpes Cote D'azur, foi posta a disposição do mercado imobiliário esta segunda-feira (15) estando a venda no valor de um milhão e quinhentos mil e noventa Euros (€ 1 590 000). É responsável pela venda, Tantilo Fabrice, um empresário Frances do ramo imobiliário que fora mandatado por Carlos Fonseca.

A Mansão do líder angolano em Nice, era usada para férias. Foi comprada, em 1993, por um já falecido funcionário sênior da presidência angolana. Dois anos depois foi passada, em favor, da Primeira-Dama angolana, Ana Paula dos Santos. No seguimento do processo, “Angolagate” , a casa foi apreendida durante 11 meses tendo sido liberada recentemente. É em função deste confisco, que JES deixou de passar as férias naquele país para não ser incomodado pelas autoridades francesas.

A venda da moradia, segundo consultas, é enquadrada no procedimento preventivo de JES em desfazer-se de bens matérias ou riquezas que o possam comprometer no futuro. Em meios associados, ao mesmo referem que terá despertado, logo apos o que aconteceu com Mobuto Sesse seko, que viu todos os seus bens confiscados. Uma investigação abalizada concluiu que dos lideres africanos, José Eduardo dos Santos é o único que a muito deixou de ter bens ou sinais de riquezas em seu nome. Os seus críticos, porém, insinuam como “seu”, os investimentos dos familiares.