terça-feira, 18 de setembro de 2012

Festival SensaSons premeia alunos. Elaboraram letras musicais e ganharam bibliotecas domésticas


Maputo (Canalmoz) – Dez (10) alunos que venceram o concurso festival SensaSons na categoria de melhor letra musical foram galardoados ontem, em Maputo, com prémio de  bibliotecas domésticas, num kit constituído por vinte livros de escritores moçambicanos. Os vencedores são estudantes das escolas secundárias de Noroeste I, Xai-Xai, Chókwè, Matola, Quisse Mavota e Escola de Comunicação e Arte da UEM.
De acordo com o representante do festival SensaSons, Moreira Chonguiça, pretende-se promover um concerto de criação de letras musicais, passando várias mensagens de concretização dos jovens e adultos sobre as consequências nefastas que o HIV e  SIDA impõe à sociedade moçambicana. “Nas letras pretende-se que se descreva a realidade através de metáforas e eufemismo, evitando o uso de palavra HIV, SIDA, Preservativo”, sublinhou a fonte.

Letras que serão transformadas em músicas

As dez letras seleccionadas serão transformadas em músicas a serem lançadas num conserto em Dezembro, cujo nome do álbum será “SensaSons”. De acordo com a fonte, as letras promovem esperança, simbolizam a continuidade da vida, não contendo mensagens proibitivas, mas algo que ajude na reflexão e adesão a determinado comportamento por parte das novas gerações. “O lema é HIV/SIDA mas nós não vamos transmitir mensagens fortes de proibição”, disse.

Festival já promovido em 30 instituições superiores

O festival foi lançado em 2011  consistindo em fases de submissão de letras musicais, selecção das letras vencedoras, realização de um espectáculo, gravação de um CD.
O More Promotion e projecto PACTO em parceria com o Conselho Nacional do Combate nacional ao SIDA (CNCS) deram a iniciativa com objectivo de  empoderar os jovens através de entretenimento educativo e interacção social saudável, passando atitudes positivas e valores de liderança, superação de obstáculos e riscos no contexto de prevenção ao HIV. “Usou-se a imagem do artista Moreira Chonguiça como um  modelo para a juventude, de modo a transmitir uma vida saudável e consciente sobre os riscos que o dia-a-dia encerra e criando uma forma de passar experiências e valores que promovam práticas saudáveis e prevenção de HIV”, acrescentou.

Primeira edição do concurso

Para esta primeira edição do concurso de letras musicais, uma das componentes do festival, foram submetidas 517 letras, onde foram aprovadas apenas dez. (Arcénia Nhacuahe)
Imagem: Bazaruto. paisagens-lindas.com