Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

sábado, 17 de agosto de 2013

Conheça Mena Abrantes, homenageado da 5a. edição do Festlip 2013:


Dramaturgo e jornalista, José Manuel Feio Mena Abrantes nasceu em 11 de janeiro de 1945, em Malanje, Angola. Reconhecido e respeitado, com vinte e uma obras publicadas e vinte e duas peças encenadas com base em suas obras teatrais, Mena Abrantes, participa ativamente em festivais de teatro realizados em Cabo Verde, Brasil, Itália, Moçambique e Portugal, sempre promovendo a unificação entre a comunicação e a interação da língua com a arte no palco teatral. É diretor do Grupo Elinga Teatro, um dos mais tradicionais de Angola, que completou 25 anos em 2013. Nesta edição do Festlip, o espetáculo Brasil/Angola, "AMÊSA", de Mena Abrantes, abre o festival dia 21 de agosto.
Festlip Brasil.Facebook