segunda-feira, 23 de julho de 2012

Jornalista angolana vence prémio CNN Multichoice de Jornalismo



Lusaka - A jornalista angolana Isabel João venceu o Prémio Africano de Jornalismo na categoria de notícias gerais em Língua Portuguesa. O anúncio foi feito na noite de sábado, em Lusaka, durante a cerimónia do Prémio CNN Multichoice de Jornalismo Africano 2012, onde foram distinguidos os melhores jornalistas do continente.

Fonte: Angop Club-k.net
sabel João, jornalista do Novo Jornal, conquistou o troféu na categoria em que concorreu com a reportagem “A vida na cadeia (Descida ao inferno)”.

A ministra da Comunicação Social, Carolina Cerqueira, que testemunhou o acto, manifestou satisfação pela vitória e sublinhou o facto de Isabel João ser a primeira mulher angolana a vencer tal prémio. “Temos que incentivar mais a participação das mulheres. Em Angola há muitos bons trabalhos que podem concorrer para este importante prémio de jornalismo em África” - referiu

Esta é a terceira vez consecutiva que o Prémio CNN, nesta categoria, vai para Angola e a segunda que o Novo jornal merece a honra. O jornalista Ernesto Bartolomeu, da Televisão Pública de Angola, venceu em 2009 e Sebastião Vemba, do Novo Jornal, em 2010.

Nesta 17ª edição concorreram 34 jornalistas que disputaram os prémios nas categorias de Artes e Cultura, Jornalismo Digital, Economia e Negócios, Ambiente, Free Press África, Informação VIH/Sida, Saúde e Medicina, Fotografia, Notícias Gerais Impressas, Notícias Gerais, Rádio e Desporto.

Os grandes vencedores do Premio CNN Multichoice de jornalismo Africano 2012 foram os quenianos Tom Mboya e Evanson Nyaga da TV Citizen com a reportagem ”Tribo Africana na Índia”. Para presenciar esta gala de jornalismo africano, a ministra da Comunicação Social, Carolina Cerqueira, fez-se acompanhar da embaixadora de Angola na Zâmbia, Balbina da Silva, altos funcionários do Ministério da Comunicação social e de alguns jornalistas angolanos representantes da imprensa pública e privada.