sábado, 13 de dezembro de 2014

Estado Islâmico quer vender corpo de James Foley





O Estado Islâmico estará a tentar vender o corpo do jornalista James Foley por um milhão de dólares (pouco mais de 800 mil euros ). Intermediários relacionados com grupo radical estão a tentar negociar com o Governo dos EUA ou com a família do jornalista decapitado em agosto deste ano.

http://www.jn.pt

Três fontes revelaram ao site "BuzzFeed News" que o corpo seria entregue através da fronteira com a Turquia e que o grupo estaria disposto a fornecer amostras de ADN para provar a identidade do cadáver.
Uma das pessoas ouvidas pelo site noticioso é um membro do Exército Livre da Síria, que já serviu como intermediário entre o Estado Islâmico e Governos estrangeiros, e que pretende "ajudar" uma família enlutada.
Um outro intermediário na venda, é um "homem de negócios", para quem esta é apenas é mais uma troca de comercial.
Esta seria uma forma de realizar dinheiro através dos reféns, já que vários países se recusam a pagar um resgate pela libertação dos seus cidadãos.
O norte-americano James Foley foi o alvo da primeira decapitação de um ocidental amplamente divulgada pelo Estado Islâmico em vídeo.
Imagem: Foley foi executado em agosto