Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

(Banco Millennium Angola, um banco criminoso.) Mais da metade da fuligem do diesel fica presa nos seus pulmões


Luanda.SOS UNICEF.08JAN13. DIA 02.MORTE no banco millennium. A um metro DO GERADOR e no prédio vivem crianças. Crime petrolífero, os seus pequeninos pulmões não suportam o veneno que 24/24 horas respiram. Este banco abriu agência na rua rei Katyavala, frente à ANGOP, espoliou o terreno, instalou super gerador nas traseiras do prédio e deixa-o ligado mesmo com a energia eléctrica da rede normal, o barulho e o fumo tóxico matam. A nossa fonte disse que têm que fechar as janelas, senão morre-se.
“A fuligem, derivada do escape de veículos movidos a diesel, fogo de madeira e estações de carvão elétricas, não traz danos apenas para o meio ambiente. Um novo estudo da Universidade de Lund, na Suécia, revela que mais da metade de toda a fuligem que é inalada fica presa em nossos pulmões.
A quantidade de fuligem de diesel que se prende ao corpo humano é alta em comparação com apenas 20% de outros tipos de partícula de fumaça. Isso acontece porque a fuligem é composta por partículas muito pequenas que podem penetrar profundamente o pulmão.
A pesquisa pode ajudar as autoridades a estabelecerem limites para os níveis de fuligem permitidos no ar livre.
Atualmente, essa regulação é praticamente inexistente, mesmo sendo comprovado que a fuligem no ar está ligada a câncer de pulmão e outras doenças. Em outros estudos, pesquisadores revelaram que pessoas que vivem em áreas com altas concentrações de fuligem de diesel são mais afetadas por doenças respiratórias e cardiovasculares.
A líder do estudo, Jenny Rissler, acredita que no futuro a Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reclassificar a fumaça do óleo diesel de “provavelmente cancerígena” para “cancerígena”. A União Europeia irá ser mais rigorosa com as regras sobre emissões de fuligem por veículos movidos a diesel em 2014. [MedicalXpress/ScienceDirect/MedicalDaily]
http://hypescience.com/mais-da-metade-da-fuligem-do-diesel-fica-presa-nos-seus-pulmoes/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+feedburner%2Fxgpv+%28HypeScience%29”
Imagem: UNICEF