Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Isabel dos Santos na Wikipédia, futura proprietária de Portugal


Isabel dos Santos (Bacu, RSS do Azerbaijão, em abril de 1973) é uma empresária angolana.[1] Segundo a revista Forbes, a sua fortuna era avaliada em 170 milhões de dólares 2011. Ela é considerada a mulher mais poderosa e rica na África subsariana.[2][3][4]

Família e educação

Filha do presidente angolano José Eduardo dos Santos e da sua primeira esposa Tatiana Kukanova, natural Azeri, Isabel dos Santos viveu grande parte da sua vida em Londres, onde a sua mãe reside agora, e onde estudou engenharia elétrica. Foi também em Londres que ela conheceu Sindika Dokolo, nacional da República Democrática do Congo, com quem se casou em 2003 em Luanda. O casamento, uma festa de quatro milhões de dólares, com mil convidados, foi um dos maiores casamentos na história de Angola.[5] Muitos dos convidados que vieram de fora de Angola foram trazidos em aviões especialmente fretados, e entraram em Angola sem vistos.[6] O padrinho de casamento era o então ministro angolano da Economia e dos Petróleos, Desidério Costa.[7]

Negócios

Isabel dos Santos é descrita pelo jornal português Público como "uma boa mulher de negócios, extremamente dinâmica e inteligente, que também é profissional e amigável".[8]
Começou as suas actividades na capital Luanda no início dos anos 1990, e trabalhou na qualidade de engenheira gestora de projecto, na empresa Urbana 2000, pertencente ao Grupo Jemba,[9], que ganhou o contrato para a limpeza e desinfestação da cidade. Na bem conhecida Ilha de Luanda, abriu em 1997, aos 24 anos, o Miami Beach Club,[10] um dos primeiros clubes da noite na capital. A associação de Isabel dos Santos ao negócio dos diamantes, em Angola, é bem conhecida. Em parceria com a sua mãe, com nome mais recente Tatiana Sergueevna Regan, Isabel dos Santos constituiu em 2 de Abril de 1997, em Gibraltar, a empresa Tais Ltd., na qual detém 75 porcento das acções, cabendo o resto à sua mãe.[11]
Isabel dos Santos tornou-se rapidamente uma figura chave para a gestão dos bens da família e participou em várias holdings[12] para adquirir a propriedade e a participação de empresas em Angola e no estrangeiro, nomeadamente em Portugal.

Investimentos em Portugal

A partir de 2008 Isabel dos Santos ficou mais interessada em outras áreas de negócio, tais como as da hotelaria, petróleo, diamantes, bancos e telecomunicações. Em Portugal, detém importantes participações, nomeadamente através da Santoro Finance no Banco Português de Investimento[13][14][15] e Banco BIC Português, que adquiriu recentemente o Banco Português de Negócios,[16] e a cujo Conselho de Administração pertence, com autorização do Banco de Portugal,[17] bem como noutras empresas, nomeadamente a Galp Energia[18] e a ZON Multimédia,[19][20][21] através da Unitel International Holdings BV[22][23] e Esperanza Holding.[24] No dia 14 de Abril 2011 a Sonae assinou um acordo de parceria com a empresa angolana Condis, detida por Isabel dos Santos e Sindika Dokolo, sobre a introdução de actividades em retalho sob a insígnia Continente,[25] bem como sobre a participação numa sociedade imobiliária de grande envergadura.[26] Os investimentos de Isabel dos Santos em Portugal em companhias cotadas estão sujeitas a supervisão oficial da CMVM.[27] Em novembro de 2012 passou a integrar, com funções não executivas, o conselho de administração da ZON.[28] Em dezembro 2012 tornou público convite para fusão da mesma com a Sonaecom.[29]
O ponto de partida foi, no entanto, a criação da Unitel (Angola) em parceria com a Portugal Telecom. Para além de Isabel dos Santos, fazem parte da fundação, desde o início, Leopoldino Fragoso Nascimento, chefe das comunicações da Presidência, Anthony Van-Dúnem, ex-secretário do Conselho de Ministros, e Manuel Augusto da Fonseca, elemento do gabinete jurídico da Sonangol. A este grupo juntou-se ainda o empresário franco-brasileiro, Pierre Falcone, mais conhecido pelo chamado Angolagate.[30][31][32] Em meados de 2012, a fortuna de Isabel dos Santos em Portugal ultrapassa os 1,4 mil milhões de euros.[33][34]

Investimentos em Angola

Com a própria empresa angolana Condis, Isabel dos Santos fechou um acordo de parceira em Abril de 2011 com a portuguesa Sonae para o desenvolvimento conjunto de uma operação de exploração da actividade de retalho em Angola sob a insígnia Continente.[35]

Preocupações

O notável crescimento da empresária angolana no sector das comunicações em Portugal, levou a reacções de preocupação nos meios de comunicação lusos. Vários jornais e revistas expressaram o seu descontentamento com as últimas operações, efectuadas em 2012. Segundo alguns editoriais, as operações podem levar a um monopólio em algumas áreas dos meios de comunicação, criando em Portugal uma dependência de Angola. Isabel dos Santos tem referido não ter qualquer interesse nos media nem de Angola nem de Portugal.[36] Além disso, Isabel dos Santos também foi acusada de favorecimento político, tais como insider trading e contactos privilegiados em Portugal.[37] Ao que parece Isabel dos Santos prossegue uma estratégia clara na economia portuguesa. Nos últimos três anos (2009-2012) a sua quota aumentou exponencialmente. Os setores que mais chamam a atenção são a comunicação e o sistema financeiro. Ambas as atividades são também as prioridades de investimento nas próprias empresas de Isabel dos Santos em Angola e no estrangeiro. A preocupação dos agentes económicos portugueses pode ser justificada pela recente investida da empresária angolana em compras de participações.[38].

Resumo

O seu pai José Eduardo dos Santos acedeu à Presidência de Angola em 1979, e a sua família acumulou um império de negócios estimado em pelo menos € 1,5" milhões (US $2 milhões) em meados de 2012. Uma parte substancial da população angolana vive ainda abaixo do "limiar da pobreza". Um indicador que desceu de 63 porcento da população em 2002 para 38 porcento em 2009[39], resultado do contributo de projectos de desenvolvimento[40] e do crescimento económico.[41] Ao mesmo tempo, o banco onde Isabel dos Santos recentemente adquiriu 19 %, o Banco Português de Investimento, está a obter um resgate de € 1,5 biliões do contribuinte português.[42]

Holdings

Participações criados por Isabel dos Santos nos últimos anos.[43][44] [45]
  • Unitel International Holdings, (baseado em Amesterdão, alteração da denominação de Kento e Jadeium,[46]sociedade veículo para os investimentos de Isabel dos Santos na ZON Multimedia)[47]
  • Santoro Finance (baseado em Lisboa, sociedade veículo do investimento de Isabel dos Santos no Banco BPI, onde detém 19,34% do capital)[48]
  • Esperanza (baseado em Amesterdão, energia, óleo etc.)
  • Condis (baseado em Luanda, negócio de retalho)
Isabel dos Santos é investidora na Ciminvest SA, uma companhia que detém participação na companhia angolana de cimento Nova Cimangola.[49] É presidente da Cruz Vermelha de Angola.[50]
Isabel dos Santos viaja muito, especialmente entre Luanda, Lisboa, Londres e Paris. Ela tem um grande apartamento de luxo em Lisboa, e apresenta um perfil muito baixo durante suas viagens.

Referências

2.     Africa's Richest Women. Forbes (5/02/2011). Página visitada em 21 de Setembro de 2011.
4.     Forbes: 10 African Millionaires recuperado 31 de Dezembro 2011 (inglês)
7.     Globalização da economia implica empresas eficientes Pagina oficial do Ministério dos Petróleos de Angola, 24 de Junho 2008
8.     Fonte: Jornal Público - o rosto de Angola 20 de Julho 2007, 1° paragrafo
9.     Isabel dos Santos - Perfil, Revista Forbes
10.                       Isabel dos Santos - Perfil, Revista Forbes
11.                       A Honra e as Mentiras de Isabel dos Santos Rádio Cultura Angolana, recuperado 3 de março 2012
12.                       Macauhub: Big companies “full” of influential figures 22 de Setembro 2008 (inglês)
13.                       Estrutura Accionista BPI 24 de Junho 2011
14.                       Negocios: Isabel dos Santos vai pedir "luz verde" para ter mais de 10% do BPI em 2011 22 de Dezembro 2010
15.                       Portal das Empresas do Governo de Angola. Isabel dos Santos reforça ligações à economia portuguesa.
16.                       Isabel dos Santos - Perfil, Revista Forbes
17.                       Banco BIC: Conselho de administração
18.                       Voz da América: SONANGOL aumenta participação na GALP 03 de Fevereiro de 2011
19.                       NYSE Euronext: perfil da ZON Multimédia
20.                       Público: Acionistas da Zon aprovam por unanimidade entrada de Isabel dos Santos 29 de Janeiro de 2010
21.                       Isabel dos Santos reforça na Zon e já controla 17,84% do capital Dinheiro Vivo Online, 6 de maio 2012
22.                       Comunicado à CMVMCMVM site oficial
23.                       Isabel dos Santos vai mudar nome da Jadeium..., Económico Online
24.                       NYSE Euronext Company profile: acionistas da ZON (inglês)
25.                       Ricardo David Lopes e Sara Ribeiro: Isabel dos Santos "domina" Continente em Angola 13 de Março 2011
26.                       Público: Sonae formaliza acordo com Isabel dos Santos para entrar em Angola 16 de Abril 2011
27.                       Quais são as pessoas ou entidades sujeitas à supervisão da CMVM? CMVM site oficial
28.                       Isabel dos santos integra administração da ZON, por Agência Lusa
29.                       [Sonaecom e Isabel dos Santos de acordo para fusão de Optimus e Zon JN Online
30.                       Nicole Guardiola: Os «novos ricos Angolanos» (pt)
31.                       TSF: Pierre Falcone condenado a seis anos de prisão pelo caso Angolagate recuperado em 27 de Outubro 2009
32.                       Voz da América: Pierre Falcone em Luanda para agradecer a José Eduardo dos Santos recuperado em 18 de Maio 2011
33.                       Revista Visão, 17 a 23 de Maio de 2012
34.                       Poderosa Isabel dos Santos Visão Online, 16 de maio 2012
35.                       Sonae fecha acordo com Isabel dos Santos para levar Continente para Angola RTP Online, 15 de abril 2011
36.                       Isabel dos Santos sem interesse na RTP1, Diário Económico
37.                       Empresária angolana adquire importantes participações em duas grandes empresas portuguesas, Observatório dos Países da Lingua Portuguesa, 14 de Maio 2012
38.                       Empresária angolana adquire importantes participações em duas grandes empresas portuguesas, Observatório dos Países da Lingua Portuguesa, 14 de Maio 2012
39.                       Angola reduz níveis pobreza, Africa Today
40.                       Angola improved water governance boosts access to clean water, United Nations Development Programme
42.                       The Eurofiscal Corruption Contest – The Portuguese Entry Golem XIV, 15 de Junho 2012 (em Inglês)
43.                       Os negócios de Isabel dos Santos em Portugal Dinheiro Vivo Online, 9 de maio 2012 (pt)
44.                       A Angolana mais rica de Portugal clipquick.com, 1 Agosto 2012 (pt)
45.                       "Os grandes investidores angolanos em Portugal", Revista Expresso (Lisboa, nº 20/77, 18-08-2012
46.                       Comunicado, CMVM site oficial
47.                       Comunicado CMVM, CMVM site oficial
48.                       Isabel dos Santos concretiza compra de 9,43% do BPI ao CaixaBank Jornal de Negócios
49.                       Nova Cimangola prevê aumentar produção de cimento Agência Angola Press
50.                       Site Oficial, Cruz Vermelha de Angola

Ligações externas