domingo, 12 de agosto de 2012

14 recados do “Mano Azagaia” para o povo Moçambicano


Maputo (Canalmoz)– O nosso patriotismo acaba quando:
1. Depreciamos o trabalho honesto do próximo só porque é melhor do que o nosso;
2. Sacrificamos pessoas talentosas para ajudarmos os nossos entes incompetentes;
3. Desprezamos a nossa cultura e os nossos valores por outros estrangeiros que, às vezes nem entendemos, ou são de longe piores do que os nossos;
4. Desencorajamos os nossos filhos porque não escolheram a carreira dos nossos sonhos (como se eles não sonhassem, também);
5. Vendemos clandestinamente a estrangeiros bens nacionais preciosos;
6. Sofremos calados com medo de tudo e todos. Como pode a vida ser pior do que já é? Se não somos bons oradores, não custa nada procurarmos porta-vozes;
7. Rimo-nos diante dos justos protestos de minorias como os “magerman” ou antigos combatentes;
8. Julgamos o próximo com base na cor, raça, idade, sexo, escolaridade ou origem tribal;
9. Desprezamos a obra ou convicção do próximo porque não é rico, famoso ou estrangeiro;
10. Deixamos vigaristas conduzirem o destino do nosso país (se continuar assim, será realmente triste);
11. Deixamo-nos enganar com falsos actos filantrópicos de quem dá dez e rouba mil. Nem tudo o que brilha é ouro (quem entendeu, por favor, explique aos demais);
12. Ficamos silenciosos diante de óbvias atrocidades que afectam o povo;
13. Enganamos ou humilhamos pessoas humildes;
14. Ignoramos mensagens como esta.

Esta será provavelmente ignorada por muitos, mas há quem vá ler e concordar com o conteúdo.
O moçambicano que não se identifica nesta lista está de parabéns porque é um verdadeiro PATRIOTA.
Partilhem esta mensagem porque esta é a voz da verdade.
Saudações,

(Mano Azagaia)