Em Angola julgam-se presos políticos acusados de nenhum crime. Dizem que é um regime democrático que está em pleno gozo das suas funções. A corrupção está no pódio como grande vencedora. A miséria e a fome também. As potências democráticas fecham os olhos e apontam que assim é que é bom, que assim é que se faz a estabilidade em África. Eis a receita do terrorismo do qual a Europa não se consegue desenvencilhar. Quem apoia a corrupção e as suas ditaduras, no fundo também é terrorista sem o saber.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Bala “robótica” que acerta alvos a 2 km pode ser vendida ao público


Uma bala “robótica”, que é auto-orientada, podendo se dirigir para um alvo específico, está sendo desenvolvida para uso de militares dos EUA. A bala usa aletas minúsculas para corrigir o curso de seu voo, permitindo que ela bata em alvos iluminados com lasers.
Ela é projetada para ser capaz de atingir objetos a distâncias de cerca de 2 quilômetros (km). Experiências com protótipos sugerem que a precisão é melhor em intervalos mais longos.
O protótipo atual é uma bala de 10 centímetros que inclui um sensor óptico em sua ponta para detectar o laser. Esta informação é então processada e utilizada para mover os motores que existem dentro da bala que orientam as pequenas aletas, alterando o caminho da munição.
Isso pode parecer uma ótima invenção para atiradores, mas pode trazer preocupações se pensarmos que a bala pode ser comercializada ao público.
A empresa criadora da bala, Lockheed Martin, se diz confiante em trazer o produto ao mercado. Especialistas dizem que haveria grande demanda para a inovação no campo de batalha. Em países em conflito, isso poderia ajudar a reduzir as mortes de civis. Já em casos de ações criminosas com reféns, seria mais difícil que policiais atingissem as vítimas do ataque. [BBC]