terça-feira, 28 de agosto de 2012

Novo datacenter do Google usa água do mar para refrigerar seus computadores


Você já viu um datacenter que não fosse esquisito? O último do Google, em uma antiga fábrica de papel da Finlândia, não é exceção.
De acordo com boatos, o Google comprou o local por cerca de R$ 100 milhões em 2009, e parte dele era um túnel subterrâneo usado antigamente para captar água do Golfo da Finlândia. Agora, o túnel está funcionando de novo, mas a água está sendo utilizada para refrigerar os computadores da empresa.
Com exaustores e a água gelada, o centro não necessita de nada mais para manter a temperatura. Ocasionalmente, os computadores esquentam – e a equipe não pode entrar em certas partes do prédio –, mas esses períodos não duram muito.
A água gelada é captada para dentro do centro, usada diretamente nos exaustores, e então misturada com água gelada para ser devolvida ao golfo. Esse estágio de mistura é feito para que a água não danifique a fauna e flora local.
Assista ao vídeo aqui